quinta-feira, 5 de abril de 2012

Smoke and Ashes e O Clube dos Suicidas: ou sobre esmaltes, livros e beleza!


Um esmalte difícil de fotografar: verde escuro quase preto com brilhos verdes lindos!

Smoke and Ashes da China Glaze: o meu verde escuro por toda a vida!


Ultimamente, ando sofrendo de exagero. Ou talvez o melhor seria definir minhas sensações e relações com o mundo em uma fase livre de mediações e as consequentes  centralidades. Um lado bom disso é que simplifica a vida: quando amo alguma coisa / alguém, amo avassaladoramente; e quando odeio, esqueço (rs).

Pois com o Smoke and Ashes é amor incondicional! Se mil unhas eu tivesse, estariam todas lindas com esse verde escuro cheio de brilhos. O equilíbrio existe, mas é sutil; radicaliza-se o verde beirando o preto, mas as partículas de brilho verdes - do verde mais verde que existe - trazem à tona a verdadeira cor... Uma bela homenagem ao puro verde, na minha opinião.
(Claro que tudo isso não aparece na foto, só na realidade; ou a realidade tal como a vejo com estes olhos verdes plenos de vontade de exagero, rs).

Outra coisa que me fez suspirar estes dias é este livro LINDO! ; )

O Clube dos Suicidas de Robert Louis Stevenson


É engraçado como certos livros entram na vida da gente. A primeira vez que vi um livro dessa série Novelas Imortais da Rocco foi em algum vídeo da Luara. Ela fez uma resenha de "O Homem da Areia": me interessei pela obra, mas confesso que me apaixonei mesmo pela capa (hehe).

Depois eu procurei a lista dos outros livros da coleção e desejei vários, mas O Clube dos Suicidas foi certamente o título (e o autor) que mais me chamou a atenção: eu o queria, faltava só a oportunidade.

Enquanto isso*, eu me deparei com o pequeno grande "Os livros que devoraram meu pai" de Afonso Cruz. Um livro único que fala do amor para com a literatura de várias formas. Um aspecto muito interessante é o modo como ele trata, com sua linguagem e conteúdo, dessa capacidade que a ficção tem de permitir suportar certas perdas dando um novo sentido as mesmas (farei um post falando mais dele). E um dos livros tratados dentro de "Os livros que devoraram..." é O Médico e o Monstro, também do Stevenson.

(ai como gostaria de ficar escrevendo meanwhile... amo essa palavra/ideia em inglês, haha, a pessoa divaga muito , rs)



Por tudo isso, desejei me reencontrar com a escrita de Stevenson. E, nessa minha vontade de exagero,  decidi fazer um tour por todas suas obras! Antes de reler O Médico e o Monstro (que eu já tinha aqui em casa), comprei O Clube dos Suicidas e me deliciei com as três histórias interligadas dessa obra e com a linguagem do autor.

Fernando Sabino, falando das maiores qualidades desta obra na apresentação dessa edição primorosa da Rocco, resume bem as razões de sua originalidade: "além de ressaltar os costumes da época através de ambientes e personagens, conduzindo a ação com admirável desenvoltura, o que fez Stevenson, nesta sua verdadeira extravagância literária, foi antecipar-se ao moderno romance policial, precursor de uma vertente que passou por criações como as de Sherlock Holmes, Rafles ou Arsène Lupin, para desaguar em criadores que vão de Edgar Wallace a Graham Greene na Inglaterra, Simenon na França, Dashiell Hammett e Raymond Chandler nos Estados Unidos."

Leitura obrigatória para os amantes do estilo (romance policial), O Clube é um livro despretencioso, leve (a despeito do tema! rs) e que tem justamente na ideia inusitada o seu aspecto mais intrigante. Como funciona um clube de suicidas? O que leva alguém a criar um clube para tal tarefa aparentemente de cunho individual? E o que leva a outros associarem-se; mais ainda como é feito? Não que essas questões sejam todas respondidas na obra; na realidade acho que estas, e muitas outras, são deixadas para a infinita imaginação do leitor.

Li em algum lugar que o tema merecia ter sido melhor desenvolvido e que poderia ser um romance; o próprio Sabino comenta as críticas ao "desleixo" de Stevenson nesta obra. Na minha visão, entretanto, o livro apresenta uma ideia original associada a uma escrita também incomum, rica e cativante. Como bem definiu Sabino, uma pequena extravagância literária do autor! Para mim foi uma experiência ótima por poder flertar um pouco mais com o gênero novela que não conheço muito; pelo contato com o estilo de Stevenson e sua descrição dos personagens sempre interessante e (é claro!) para admirar essa arte da capa que, convenhamos, é parte integrante do desejo. ; )))

Uma boa resenha sobre o livro aqui (e que fala da história um pouco mais, coisa que eu não fiz, kkk) e aqui, uma pitada de alguns outros volumes dessa coleção com suas capas maravilhosas! rs

Ah, e tem também o vídeo da Luara sobre o seu amor por essas capas novas da Rocco falando de O Homem da Areia!

Beijos!

16 comentários:

  1. Que beleza! Olha o Isaac Sabe! aí..

    Também comprei "O clube.." mas ainda não li, estou super esperançosa!

    beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Que esmalte lindo!!! Já contei que amo verde escuro? Adoro!!
    Onde vc compra seus esmaltes importados? Só por curiosidade consumo-investigativa! Heheheeh

    Sobre o livro: que capa linda! É impressionante como coisas exóticas e pouco comuns chamam nossa atenção! A princípio não gostei do título, mas assim que vi a foto da capa já me interessei! Hehehhe
    Vai para minha wishlist de leitura!

    Bjoss

    ResponderExcluir
  3. nossa, surtei nesse esmalte, diferente lindo, azuis escuros eu tbm tenho vários ;D
    bom feriado

    ResponderExcluir
  4. Minha quelida linda cor e lindas unhas amei!

    Obrigada pelas visitas, ainda venho aqui antes da Páscoa
    Boa sexta
    Beijos coloridos!

    ResponderExcluir
  5. Não vi mais nada na minha frente depois que pus meus olhos nesse esmalte

    00


    Lu Vilela

    ResponderExcluir
  6. Luara,
    esperançosa foi ótimo! rs
    Eu gostei muito da primeira história, as outras tem menos folego, mas o livro vale a pena.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ísis,
    também amo verde, principalmente escuros e teal.
    Olha, esses eu comprei no ebay. Tb compro muito fora mesmo, quando viajo ou quando alguém da família viaja.
    A vendedora do ebay que sempre compro é essa: http://stores.ebay.com/Top-nail-shop?_fcid=31&_jgr=0&_localstpos=&_sid=214214503&_stpos=&gbr=1. Ela é super tranquila e dá desconto no frete para compras de mais de um item.
    As capas dessa coleção estão muito legais! E o Stevenson tem uma escrita muito gostosa: minha filha está lendo agora e gostando! rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Lívia,
    obrigada! Verde e azul escuros eu acho chiquérrimos, rs rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Margareth,
    querida, obrigada, estou me esforçando com essas unhas, rs. Eu que fiz: deu para notar? ; )
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Denise,
    suas unhas estão lindas e a manicure (você!) de parabéns! Tb acho lindo esmalte verde escuro.
    Atiçou minha curiosidade com os comentários dos livros :)
    Bjs e Feliz Páscoa

    ResponderExcluir
  11. Cynthia,
    obrigada!!!! Tê ficando craque, mas a mão esquerda ainda está longe, rs.
    Beijos e Feliz Páscoa atrasado! ; )

    ResponderExcluir
  12. Ah, D, o título me chamou a atenção! Fiquei com a pulguinha atrás da orelha... (rs)

    E o esmalte é lindo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Gostei do post e das divagações, tb faço muito isso de uma coisa ir puxando a outra e de repente a gente tá divagando loucamente!!!
    Fiquei com vontade de conhecer a escrita do Stevenson, gosto de romance policial mas conheço pouco, tive meu momento Agatha Christie mas faz tempo que não leio nada do tipo. Vai pra lista do que quero ler...
    Belo esmalte, by the way...

    Bjus e boa semana

    ResponderExcluir
  14. Dáf,
    esse título me fisgou na hora tb!
    Aff, já tô com saudade do meu verde lindo, rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Cah,
    divagação é meu nome do meio! ; )
    Olha, eu reli agora o O Médico e o Monstro e acho que vale mais a pena começar por ele. É bem mais robusto e dá para ter um encontro melhor com Stevenson, entende?
    Eu tive minha fase de tarada por AC, acho que li quase todos dela no final da adolescência, rs. Daí fui para Sherlock Holmes!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo(a),
responderei seu comentário aqui mesmo.
Abraços,