quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Literatura é vida! (Meme Literário - Dias 17 e 18)



17 – Na sua opinião, qual é o propósito da literatura? 
Entreter? Educar? Ampliar horizontes? Fale um pouco sobre isso.



"E quem lê para alcançar uma finalidade, ainda que desejável? Não há algumas ações que praticamos porque elas são boas em si mesmas e alguns prazeres que são fins em si mesmos?E não esta este entre eles? Tenho sonhado algumas vezes, por fim, que quando o dia do juízo chegar e os grandes conquistadores e advogados e estadistas vierem receber suas recompensas - suas medalhas, seus lauréis, seus nomes gravados indelevelmente sobre o mármore imperecível - o Todo-Poderoso se voltará para Pedro e lhe dirá, não sem uma certa inveja, quando nos vir chegando com nossos livros debaixo dos braços: 'Veja, estes não precisam de recompensa. Não temos nada para lhes dar.
Eles amam ler"
Virginia Woolf

Não sei se precisa dizer algo mais depois de Virginia... ; ) 
Mas quero dizer que, seja qual for o "propósito da literatura", o importante é que ela melhora a vida de cada um que se envolve com ela. E isso basta. A literatura nos faz ter uma vida melhor!






18 – Você costumar ler e-books? 
Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?


Eu não costumo ler e-books, mas agora isso vai mudar. Comprei um Kindle e estou gamada nele, haha!
Espero agora vencer as barreiras e aproveitar o mundão de e-books por aí; afinal, é livro, estou dentro! ; )


Beijo, gente, boa sexta!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Avanço no Meme Literário - Dias 14, 15 e 16!




Dia 14 – Você costuma frequentar bibliotecas? A biblioteca municipal? A da faculdade? Quantos livros costuma pegar? Fale um pouco sobre o assunto.

Não, infelizmente!

Quando era pequena, a biblioteca para mim era um lugar de sonho. Eu, inclusive, ficava na biblioteca lendo e não apenas levava livros para casa.

Na faculdade, aproveitei a faculdade apenas um ano. Depois disso, a dita cuja entrou em obras que duraram 3 incríveis anos! (Contando ninguém acredita: uma faculdade federal na qual o aluno não podia ter acesso aos livros direito, rs).

Enfim, mas hoje em dia eu não frequento nem mesmo a biblioteca da faculdade onde trabalho... Eu compro livros ou pego emprestado de amigos ou famíliares.


Dia 15 – Se você pudesse escolher um único livro para ganhar/comprar até o final do ano, qual seria?

Aff, que sofrimento essa pergunta!!! haha

Bom, um livro que provavelmente não conseguirei deixar de comprar é o último lançamento do Mia Couto: A Confissão da Leoa! ; )


Dia 16 - O que te faz largar a leitura de um livro no meio do caminho? Que defeitos imperdoáveis um livro tem que ter para você abandoná-lo?

A falta de identidade com a escrita; seja por dificuldades minhas ou do autor. Muitas vezes, o problema é com a falta de capacidade de absorver a leitura ou "aproveitar' aquele mundo literário novo que está sendo apresentado... E isso porque os livros tem também que "combinar" com o nosso momento na vida para terem o seu máximo, rs.

Em relação aos defeitos imperdoáveis: erros de gramática e de linguagem sem sentido, ausência de credibilidade na construção dos personagens ou do enredo e clichês.

Beijos!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

Mario Benedetti e meu coração de melão! (Meme Literário Dia 13)


13 – Cite um trecho de um livro que você gosta.


Aproveitando o livro lindo que terminei de ler... escolhi um dos trechos que achei mais belo e, ao mesmo tempo, não compromete a leitura da obra...


"É curioso, mas o bom companheirismo não consiste sempre em falar ou ouvir, em contar vidas e mortes, amores e desamores, em narrar romances que lemos há muito tempo e que agora já não temos à mão, em discutir filosofia e seus meandros, em tirar conclusões de experiências passadas, em analisar e nos analisar ideologicamente, em intercambiar as respectivas infâncias ou, quando se pode, jogar xadrez. O bom companheirismo consiste muitas vezes em calar, em respeitar o mutismo do outro, em compreender que é disso que o outro necessita naquela precisa e obscura jornada, e então envolvê-lo com o nosso silêncio ou deixar que ele nos envolva com o seu, porém, e esse porém é fundamental, sem que nenhum dos dois o peça ou exija, mas que o outro compreenda por si mesmo, numa espontânea solidariedade."
Mario Benedetti; Primavera num espelho partido. Editora Alfaguara, págs. 150-151.


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Um grande escritor - (Meme Literário Dias 11 e 12)


Depois do feriado mais que merecido, vamos tirar o atraso do Meme? ; )



11 – O que faz um grande escritor? O que faz um grande livro? 
Quais são as qualidades essenciais em ambos, na sua opinião, para que eles estejam entre os melhores?





Essa pergunta está muito, muito difícil. Inclusive são duas perguntas e não uma!; ). E como eu já estou devendo umas cinco do meme, piora tudo, haha!

Vou responder o que me cativa em um grande escritor: sinceridade, leveza e originalidade.

Sinceridade - Construir personagens críveis (que me fazem viver suas aventuras e desventuras) é algo que eu admiro demais em um escritor! De certa maneira, isso é ser sincero com as suas ideias originais e sonhos; e ser capaz de transformá-los em palavra!

Leveza - Escrever com leveza; transformar palavras em imagens, poesias, sentimentos, cores e muito mais!!! Esta é a verdadeira "arma" do grande escritor!

Originalidade - Ok; aqui falta uma palavra melhor... Estou usando o "ser original" no sentido de trazer algo novo para a vida do leitor, de abrir uma porta, uma janela ou mesmo um minúsculo buraco na nossa mente e nos fazer pensar...




12 – Você prefere livros narrados em primeira ou em terceira pessoa? 

Na sua opinião, o tipo de narrador pode influenciar a história do livro? Fale sobre o assunto.


Depende. Ultimamente tenho me animado muito com livros que combinam as duas formas.
Só acho que narrativa em primeira pessoa tem que ser MUITO bem feita! ; )


Beijos!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Spoilers: eu repudio! - (Meme Literário Dia 10)


10 – Spoilers te assustam? 
Fica triste quando lê algum sem aviso prévio ou não faz diferença saber detalhes essenciais da história?





Para essa pergunta minha resposta será rápida e rasteira: eu ODEIO spoilers!

Não é que assustam, e sim que comprometem minha leitura e eu ODEIO! Simples assim. 

Aliás, eu praticamente não assisto trailers de filmes por isso: pouca gente sabe fazer um  inteligente que não seja um resumo da história...

Aff, que depressão me dão trailers de filmes tipo blockbuster.  Chegam a ser piores do que o filme, se é que isso é possível, kkk.


Beijos e ótimo dia para tod@s! =D 



*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

Séries Literárias - (Meme Literário Dia 9)

9 – O que você acha dessa “moda” de livros que acabam virando séries? 
É a favor? É contra? Não fede nem cheira? Diga o por quê.




Bom, fiquei na dúvida sobre essa pergunta. Porque tem livros que são concebidos pelos autores como séries, certo? Então eu acho que não li nenhum que "acabou virando série", mas somente os que já foram pensados assim...


E, também, eu não ligo muito para isso. Se me interessa o livro eu leio, seja uma série ou não. O chato é quando os números seguintes demoram... (Oi, Martin? rs). Mas, né, o escritor tem uma vida, gente. Eu "reclamo", mas é de brincadeira!



E, convenhamos, tem séries que são incríveis! 

Falando rapidinho de uma que balançou meu coração: Millenium!

Vale muito a pena: O Larrson conseguiu fazer um trilher político jornalístico com dois personagens únicos: como esquecer Lisbeth Salander, gente?

Recomendo demais! =D



*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Literatura para sempre - Meme literário Dia 8


8 – Cite um livro que você gostaria que nunca acabasse. Por que?

(Ora essa como assim eu estou atrasando o Meme todo dia? Vamos resolver isso JÁ!)

Vou ser muito breve nesta resposta: nenhum. 
Adorei a resposta da Pri que disse tudo que eu penso também: vejam a resposta dela aqui.

O mais fantástico da literatura é nos levar para inúmeros mundos possíveis! Nos permite viver muito mais vidas do que a nossa que é única. Sendo assim, um livro só que não acabasse nunca seria reduzir essa característica da multiplicidade, o que por si só é imperdoável. Que vivam os milhões de livros mortais como nós! ; )

Beijos!

*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A Esquina - de Ondjaki!

Foto: Deborah Nuñez


Para começar a semana com doçura... o lindo conto de Ondjaki!


"A Esquina

Em [...], numa data social em que a vida por si só se tornou difícil e azeda, um homem de meia-idade inventou uma profissão para si mesmo. No sorriso da sua descoberta, pintou de verde-escuro um banco pequenino, passou a manhã esperando que o sol ausente o secasse com a temperatura possível. Engomou o fato castanho e escolheu aleatoriamente uma das muitas esquinas da cidade. Num cartão pequeno escreveu à máquina: "tiram-se dúvidas".
Resistiu pacientemente aos primeiros vinte e três dias em que ninguém caiu na tentação de lhe fazer uma pergunta que fosse. É sabido que as pessoas paravam para ler o cartão, e que sorriam ou  acenavam, cumprimentando-o. Está escrito que ele ripostava com a agradabilidade do seu sorriso curto, cordial, calmo.  No vigésimo quarto dia uma criança sentou-se no chão ao pé dele. Ao fim de algum tempo, sorriu. O homem também sorriu. A criança, miopemente, soletrou com a boca e os olhos: ti-ram-se dú-vi-das... Fechou o seu sorrisinho e olhou-o intrigada. Quando se preparava para murmurar algo, ou quando o homem se preparava para murmurar algo de volta, um senhor prostrou-se em frente ao banquinho, à mesinha, à criança, aos seus sorrisos parecidos.
Não havia preços. O certo é que a criança todos os dias sentava ali, o homem todos dias lá ia, as pessoas apareciam com mais frequência. A esquina ficou conhecida como esquina da dúvida, onde ainda hoje todos os cafés tem pinturas ou esculturas do homem, o banco, a mesa, o cartaz e a criança ao lado - no chão.
Se chovia retiravam-se para um parapeito. Se fazia vento aconchegavam as pernas um no outro. De longe, o que se via era o sorriso calmo, cordial, curto do homem intercalado com palavras poucas, mansas. As pessoas sorrindo se afastavam.
Numa tarde fria, bela, chegaram a acumular-se três pessoas para tirarem dúvidas. Quando o homem disso se apercebeu, enternecido, olhou a criança. A criança, supreendida com aquele olhar extenso, olhou o cartaz. Soletrou mais alto do que da primeira vez, para que todos na fila ouvissem: ti-ram-se dú-vi-das...
O tirador de dúvidas afagou o menino. Disse-lhe um segredo: dúvida é quando não sabemos bem alguma coisa. O menino enxugou o ranho transparente do seu lábio, sorriu, procurou a orelha peluda do homem: dúvida é amanhã?
Mãos dadas, dúvida virou nome de esquina."

Texto integral do conto A Esquina de Ondjaki, publicado na obra: E se amanhã o medo, editado pela Língua Geral. 

=D

Meme Literário Dia 7 - (atrasado! ; )



7 – Você já pensou em escrever um livro? 
Se sim, sobre o que seria? Fale um pouco sobre o assunto.






Não, nunca pensei...


Mas, agora que terminei o doutorado, quem sabe? Haha!


Beijos!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

sábado, 6 de outubro de 2012

Um livro para a vida - Meme Literário dia 6

6 – Um livro que todos deveriam ler pelo menos uma vez.



Ui, essa pergunta foi a mais difícil até agora!

Sinceramente não sei qual eu recomendaria; creio que ainda me falta ler o livro que eu recomendaria "a todos", sabem? rs

Mas certamente HOJE recomendo Cem Anos de Solidão. ; )

Livro INCRÍVEL! 



Beijos!



*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O Reinado de Mafalda - (Meme Literário Dia 5)


5 – Você costuma ler graphic novels e/ou gibis?  Gosta? Não gosta? Tem algum que seja o favorito? Fale sobre isso.



Não costumo ler graphic novels; mas até que gostaria!

Quadrinhos nunca foi um gênero muito presente na minha vida. Mesmo pequena: eu não era aficionada por quadrinhos. Lia a Turma da Mônica esporadicamente.

Já as tirinhas da Mafalda faziam parte da minha vida integralmente!  Minha mãe comprava em espanhol e em português de Portugal e eu e minhas irmãs nos divertíamos com a Mafaldinha e toda sua turma. ; )

Desde então meu estilo de quadrinhos favorito é esse: tirinhas ou quadrinhos pequenos com crítica social - e, em especial, Mafalda!

Mas, reforço, é muito mais a falta de hábito e desconhecimento do que desgosto pelo gênero.

Agora mesmo estou com vontade de ler vários quadrinhos e graphic novels: Mauss, Persépolis, Modotti, Palestina, Sarajevo etc...

Abraços!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

De literatura e moda (Meme literário Dia 4)

4. Você costuma lê certo livro só porque ele está em voga? Você é do tipo que lê o que todo mundo está lendo só para estar na “moda” ou segue o seu próprio estilo de leitura?


Não. Eu leio o que me apetece! (porque a Claudia usou essa palavra ontem e eu AMEI! rs).

Quando leio algo que está na "moda", o que muda é que tenho mais gente para conversar sobre o livro. haha!

Que eu me lembre agora, o último livro em voga que eu li foi A Guerra dos Tronos. 

Uma amiga linda me recomendou no ano passado e eu comprei (e devorei) os volumes 1 e 2. 
Depois foi só sofrimento... rs

Adoro a série, mas protelo a leitura de Dança com Dragões por medo de me apegar demais e o Sr. Martin demorar mais 5 anos para vir com o próximo! ; )


Abraços e ótimo dia!



*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Uma árvore de livros! (Meme literário Dia 3)



3. Como você escolhe seus livros? 
Por autor? Por assunto? Pela sinopse? Por uma indicação? Fale sobre isso.



Foi uma delícia pensar em uma resposta à esta pergunta! Viajei no tempo, no espaço e revivi vários momentos literários mais que emocionantes na minha vida de leitora!

Para poder tentar passar um pouco do que sonhei aqui preciso dar uma resposta um pouco abstrata e mais ampla...

Explico: o que me move a ler certos livros em específico mudou muito durante a vida. Eu mudei, minhas escolhas mudaram... mas o que me levou à literatura quando eu era pequena persiste em mim até hoje e é sobre isso que eu vou falar.

O que eu busquei na leitura quando tive meu primeiro contato com o mundo dos livros  e nas demais aproximações desde então? 

Posso dizer que sempre foi a tentativa de viver de uma forma diferente... conhecer novos mundos, novas perguntas e respostas, novas leituras do que eu vivia e do que não vivia... 
Mas, sobretudo, creio que a leitura sempre foi para mim a possibilidade de experimentar - através da palavra - uma realidade tão profundamente minha e tão distante ao mesmo tempo: a vontade de viver além de mim. 

Pensando tudo isso várias imagens e momentos se tornaram nítidos na minha mente: o quanto eu gostava de ler em cima das árvores quando era pequena... (a goiabeira na frente da casa do meu pai - que lugar mágico!); os livros que meus pais me deram e que marcaram minha vida... (Mudanças no galinheiro mudam as coisas por inteiro eu devo ter lido umas 70 vezes, rs); a biblioteca do Campo de São Bento!! (oi, alguém aí de Niterói?) - a primeira que eu realmente frequentei e o lugar que me trouxe essa questão da escolha dos livros da forma mais pessoal possível.

Antes de frequentar uma biblioteca, eu nunca tinha verdadeiramente me deparado com essa questão: que livro lerei?
Eu lia o que me chegava às mãos: os livros que meus pais me davam, os que minhas amigas me emprestavam ou aqueles que os professores ordenavam...

Quando isso passou a ser insuficiente e, em paralelo, eu descobri a biblioteca do Campo de São Bento (com suas paredes infiltradas, com a bibliotecária emburrada e as almofadas mofadas que eu tanto amava!) aí eu comecei a realmente escolher minhas leituras.

E todo um mundo novo que EU escolhia se abriu no meu mundinho diário! 

Folheava os livros como se não existisse o tempo; lia os primeiros parágrafos como se houvesse primeiras linhas sempre me esperando em algum lugar; admirava capas, títulos e ilustrações; dava um gritinho quando encontrava o nome de algum escritor que eu já conhecia (como isso me dava prazer! Era uma alegria sem tamanho! Como reencontrar um amigo...; ).

E assim faço até hoje! Escolho meus livros em novas bibliotecas, fato! Mas continuo escolhendo pelos mesmos motivos e com práticas semelhantes: me apaixono por autores, temáticas, por títulos, por gêneros, por capas (quem nunca sorriu ao ver uma capa não pode saber o que é amor à primeira vista! rs)...

A "biblioteca" do meu mundo de cientista social e política de 34 anos se diversificou... Vejo livros, capas, títulos, textos, amigos e futuros amantes (rs) em todo lugar! Nas doces palavras de escritores conhecidos (com Llosa - Dicionário Amoroso da América Latina - eu descobri grande parte do que conheço hoje de literatura da nossa América), nos mais que apaixonados relatos de leitura de amigos, companheiros e colegas de trabalho (ai que delícia ver alguém com olhinhos brilhando falando de experiências de leitura!), nos comentários de críticos, especialistas e amadores e nas livrarias reais e virtuais da vida.

E vocês: como escolhem seus livros?

Abraços!

*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Soy loca por ti América! (Meme literário - Dia 2!)


2. Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá? 



O último livro que li foi Contos Latino Americanos Eternos: uma belíssima coletânea de textos dos principais escritores latino americanos. 

O único porém dessa obra é que ela poderia/deveria ser maior! ; )

Alguns dos autores que contam da seleção: Machado de Assis, Gabriel García Márquez, Mario Vargas Llosa, Mario Benedetti, Carlos Fuentes, Rubém Darío, Octavio Paz, Juan Rulfo, Rubem Fonseca, entre outros.

Uma delícia de livro para os amantes da literatura latino americana; fiz um vídeo sobre ele, então não me estenderei mais por aqui... (para ver o vídeo clique aqui!)

Só digo uma coisa: obra de colecionador! Lindo! ; )




E o livro que vou ler é esse do Mario Benedetti.

O título já é excelente: Primavera num espelho partido...

Benedetti é um escritor uruguaio pouco lido e estudado no Brasil. Eu, inclusive, só li uma obra dele e estou enveredando pela sua literatura começando por este livro: sobre exílio, sobre relações familiares, amor e dor em meio a ideologias.

Estou bem animada! ; )

Antes de terminar este post, deixo aqui uma indicação para aqueles que querem conhecer a obra literária de Mario Benedetti: o vlog Insights Literarios. Nele, a Thays já comentou uns cinco ou seis livros do Benedetti. Muito boas as resenhas, vale a pena conferir!


Beijos e boa semana!


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Ondjaki: E se amanhã... - Meme Literário Dia 1


"Vi tanta gente curvada no cais...Tanta gente. Ocorreu-me, da minha varanda, novamente a ideia de os aeroportos, os portos e os cais serem, mais do que lugares de partida, lugares de desencontro. Um toque íntimo de destinos cruzados mas, no instante seguinte, a infinita distanciação das pessoas." Ondjaki; no conto: O pássaro do Cais. 



Olá!

Estou participando de uma brincadeira muito legal! Um Meme Literário idealizado pela dona do blog Happy Batatinha.
(No link acima está a informação completa para quem quiser participar - ainda dá tempo!)

A proposta é responder diariamente questões relacionadas ao mundo literário. O meme durará todo o mês de outubro (sim, o mês mais lindo do ano! rs).

Vamos lá?

A pergunta de hoje:
Que livro você está lendo? 
(Sobre o que é? Onde você está? Você está gostando?)


Estou lendo E se amanhã o medo do interessantíssimo Odjaki. Um livro de contos com a belíssima edição da Língua Geral.

Estou quase no fim, mas "guardei" os três últimos contos para hoje à noite! ; )

Sou prioritariamente leitora de romances. Mas, ultimamente, tenho lido muito contos. E o Odjaki realmente me surpreendeu: gostei demais de vários dos contos! O livro é dividido em dois momentos (uma homenagem a Raduan Nassar) e o tema principal é a dos dramas humanos. A pluralidade de personagens bem desenhados e profundos; o estilo poético e rápido; as múltiplas relações com a paisagem/ ou o cenário, a homenagem a diversos artistas (ele adora música brasileira! rs)... tudo cativa na obra de Ondjaki! Certamente este é apena o meu primeiro contato com o autor; o primeiro de muitos, espero! <3 p="p">

"As mãos cobriram o rosto úmido. Frida emocionava-se nas esperas mais do que na vivência dos momentos. Era assim."
Ondjaki, no conto: Três relógios e uma lua cheia.


Beijos!


PS: Sempre leio vários livros ao mesmo tempo, mas hoje eu estou apenas lendo esse lindo.. ; )


*Este post é uma resposta ao Meme Literário de um mês proposto pela Tábata do blog Happy batatinha (mais informações no link).